Menu

segunda-feira, 18 de julho de 2011

UMA ORAÇÃO BOBA

Fazia sete anos que eu orava pela conversão da minha mãe e parecia-me que quanto mais orava mais ela se afastava de Deus, até por fim ser participante ativa em um terreiro de umbanda.

Numa manhã, enquanto eu conversava com Deus, eu disse a Ele que não iria orar mais por ela, pois todo meu estoque de conhecimento e de estratégias de intercessão já havia se esgotado.

Mas logo em seguida, eu lhe perguntei: - Pai, ainda há alguma oração que eu possa fazer pela conversão de mamãe? No mesmo instante veio-me um pensamento: - Ore pra ela se lembrar que domingo é dia de ir à igreja!

- Que oração boba
, pensei eu.

Mas, como ninguém precisava saber da minha oração, eu a fiz, ainda que parecesse infantil. Passei a orar assim, principalmente aos domingos: Senhor, lembre minha mãe que hoje é dia de ir à igreja.

Depois de algum tempo recebi uma carta de mamãe comunicando-me que havia aberto o coração para Jesus e convidava-me para o seu batismo.

Que surpresa! Não pude ir ao seu batismo, mas no final do ano, quando fui de férias para casa, minha primeira pergunta para ela foi: - Como você se converteu, quem te evangelizou, mamãe?
Sua resposta: - Ninguém. Comecei ter uma vontade irresistível de ir à igreja aos domingos e a vontade era tanta que não podia mais ficar em casa.
Aleluia!

terça-feira, 14 de junho de 2011

DEUS ESTÁ COM O SEU POVO

Deus é o nosso refúgio e a nossa força,
Socorro que não falta em tempos de aflição.
Por isso não teremos medo, ainda que a terra seja abalada,
E as montanhas caiam nas profundezas do oceano.
Não teremos medo, ainda que os mares se agitem e rujam,
E os montes tremam violentamente.
Há um rio que alegra a cidade de Deus,
A casa sagrada do altíssimo.
Deus vive nessa cidade, e ela nunca será destruída;
De manhã bem cedo, Deus a ajudará.
As nações ficam apavoradas, e os reinos são abalados.
Deus troveja, e a terra se desfaz.
O Deus Todo-Poderoso está do nosso lado;
O Deus de Jacó é o nosso refugio.
Venham, vejam o que o Deus Eterno tem feito!
Vejam que coisas espantosas Deus faz na terra”
Ele acaba com as guerras no mundo inteiro;
Quebra os arcos, despedaça as lanças
E destrói os escudos no fogo.
Ele diz: “Parem de lutar e fiquem sabendo que eu sou Deus;
Sou o Rei das nações e domino na terra toda”.
O Deus Todo-Poderoso está do nosso lado;
O Deus de Jacó e o nosso refúgio.

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Ensinamentos de Jesus

Nada há fora do homem que, entrando nele, possa contaminá-lo; mas o que sai do homem, isso é que o contamina. [Se alguém tem ouvidos para ouvir, ouça.]
Depois, quando deixou a multidão e entrou em casa, os seus discípulos o interrogaram acerca da parábola.
Respondeu-lhes ele: Assim também vós estais sem entender? Não compreendeis que tudo o que de fora entra no homem não o pode contaminar,
Porque não lhe entra no coração, mas no ventre, e é lançado fora? Assim declarou puros todos os alimentos.
E prosseguiu: O que sai do homem, isso é que o contamina.
Pois é do interior, do coração dos homens, que procedem os maus pensamentos, as prostituições, os furtos, os homicídios, os adultérios,
A cobiça, as maldades, o dolo, a libertinagem, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a insensatez;
Todas estas más coisas procedem de dentro e contaminam o homem.

Seguindo Jesus Cristo

(Marcos 7:15-23)

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Tiago 5:16

Tiago 5:16

"A Maravilhosa Graça de Deus"

Alguns anos atrás, numa igreja na Inglaterra, o pastor notou um ex-assaltante se ajoelhando para receber a ceia do Senhor ao lado de um juiz da Suprema Corte da Inglaterra. O juiz era o mesmo que, anos antes, havia condenado o assaltante a sete anos na prisão.
Após o culto, enquanto o juiz e o pastor caminhavam juntos, o juiz perguntou, “Você viu quem estava ajoelhado ao meu lado durante a ceia?”
“Sim”, respondeu o pastor, “mas eu não sabia que você havia notado”.
Os dois homens caminharam em silêncio por alguns momentos. Daí o juiz disse, “Que milagre da graça!”
O pastor concordou. “Sim, que milagre maravilhoso da graça”.
Daí o juiz perguntou, “Mas você se refere a quem?”
O pastor respondeu “É claro, à conversão do assaltante.”
O juiz falou “Mas eu não estava pensando nele. Estava pensando em mim mesmo.”
“Como assim?” indagou o pastor.
O juiz respondeu, “O assaltante sabia o quanto ele precisava de Cristo para salvá-lo dos seus pecados. Mas, olhe para mim. Eu fui ensinado desde a infância a ser um cavalheiro, a cumprir a minha palavra, fazer minha orações, ir à igreja. Eu passei por Oxford, recebi meu diploma, fui advogado e eventualmente tornei-me juiz. Pastor, nada, a não ser a graça de Deus, podia ter me levado a admitir que eu era um pecador igual àquele assaltante. Levou muito mais graça para me perdoar por meu orgulho, minha confiança em mim mesmo, para me levar a reconhecer que não sou melhor aos olhos de Deus do que aquele assaltante que eu mandei à prisão.”
E que maravilha a graça é. Boas pessoas só não entram no céu porque seu orgulho as impede de chegar ao Salvador.

sexta-feira, 15 de abril de 2011

11 PERGUNTAS FEITAS PARA O DIABO (Lúcifer) BASEADAS NA BÍBLIA:

QUEM O CRIOU?
Lúcifer : Fui criado pelo próprio Deus, bem antes da existência do homem. [Ezequiel 28:15]
COMO VOCÊ ERA QUANDO FOI CRIADO?
Lúcifer : Vim à existência já na forma adulta e, como Adão, não tive infância. Eu era um símbolo de perfeição, cheio de sabedoria e formosura e minhas vestes foram preparadas com pedras preciosas. [Ezequiel 28:12,13]
ONDE VOCÊ MORAVA?
Lúcifer : No Jardim do Éden e caminhava no brilho das pedras preciosas do monte Santo de Deus. [Ezequiel 28:13]
QUAL ERA SUA FUNÇÃO NO REINO DE DEUS?
Lúcifer : Como querubim da guarda, ungido e estabelecido por Deus, minha função era guardar a Glória de Deus e conduzir os louvores dos anjos. Um terço deles estava sob o meu comando. [Ezequiel 28:14; Apocalipse 12:4]
ALGUMA COISA FALTAVA A VOCÊ?
Lúcifer : (reflexivo, diminuiu o tom de voz) Não, nada. [Ezequiel 28:13]
O QUE ACONTECEU QUE O AFASTOU DA FUNÇÃO DE MAIOR HONRA QUE UM SER VIVO PODERIA TER?
Lúcifer : Isso não aconteceu de repente. Um dia eu me vi nas pedras (como espelho) e percebi que sobrepujava os outros anjos (talvez não a Miguel ou Gabriel) em beleza, força e inteligência. Comecei então a pensar como seria ser adorado como deus e passei a desejar isto no meu coração. Do desejo passei para o planejamento, estudando como firmar o meu trono acima das estrelas de Deus e ser semelhante a Ele. Num determinado dia tentei realizar meu desejo, mas acabei expulso do Santo Monte de Deus. [Isaías 14:13,14; Ezequiel 28: 15-17]
O QUE DETONOU FINALMENTE A SUA REBELIÃO?
Lúcifer : Quando percebi que Deus estava para criar alguém semelhante a Ele e, por conseqüência, superior a mim, não consegui aceitar o fato. Manifestei então os verdadeiros propósitos do meu coração. [Isaías 14:12-14]
O QUE ACONTECEU COM OS ANJOS QUE ESTAVAM SOB O SEU COMANDO?Lúcifer : Eles me seguiram e também foram expulsos. Formamos juntos o império das trevas. [Apocalipse 12:3,4]

COMO VOCÊ ENCARA O HOMEM?
Lúcifer : (com raiva) Tenho ódio da raça humana e faço tudo para destruí-la, pois eu a invejo. Eu é que deveria ser semelhante a Deus. [1Pedro 5:8]
QUAIS SÃO SUAS ESTRATÉGIAS PARA DESTRUIR O HOMEM?
Lúcifer : Meu objetivo maior é afastá-los de Deus. Eu estimulo a praticar o mal e confundo suas idéias com um mar de filosofias, pensamentos e religiões cheias de mentiras, misturadas com algumas verdades. Envio meus mensageiros travestidos, para confundir aqueles que querem buscar a Deus. Torno a mentira parecida com a verdade, induzindo o homem ao engano e a ficar longe de Deus, achando que está perto. E tem mais. Faço com que a mensagem de Jesus pareça uma tolice anacrônica, tento estimular o orgulho, a soberba, o egoísmo, a inimizade e o ódio
dos homens. Trabalho arduamente com o meu séquito para enfraquecer as igrejas, lançando divisões, desânimo, críticas aos líderes, adultério, mágoas, friezas espirituais, avareza e falta de compromisso (ri às escaras). Tento destruir a vida dos pastores, principalmente com o sexo, ingratidão, falta de tempo para Deus e orgulho. [1Pedro 5:8; Tiago 4:7; Gálatas 5:19-21; 1 corintios 3:3; 2 Pedro 2:1; 2 Timóteo 3:1-8; Apocalipse 12:9]
E SOBRE O FUTURO?
Lúcifer : (com o semblante de ódio) Eu sei que não posso vencer a Deus e me resta pouco tempo para ir ao lago de fogo, minha prisão eterna. Eu e meus anjos trabalharemos com afinco para levarmos o maior número possível de pessoas conosco. [Ezequiel 28:19; Judas 6; Apocalipse 20:10,15]

quinta-feira, 14 de abril de 2011

A parábola do semeador

Mateus 13:1-23

1 No mesmo dia, tendo Jesus saído de casa, sentou-se à beira do mar;
2 e reuniram-se a ele grandes multidões, de modo que entrou num barco, e se sentou; e todo o povo estava em pé na praia.
3 E falou-lhes muitas coisas por parábolas, dizendo: Eis que o semeador saiu a semear.
4 e quando semeava, uma parte da semente caiu à beira do caminho, e vieram as aves e comeram.
5 E outra parte caiu em lugares pedregosos, onde não havia muita terra: e logo nasceu, porque não tinha terra profunda;
6 mas, saindo o sol, queimou-se e, por não ter raiz, secou-se.
7 E outra caiu entre espinhos; e os espinhos cresceram e a sufocaram.
8 Mas outra caiu em boa terra, e dava fruto, um a cem, outro a sessenta e outro a trinta por um.
9 Quem tem ouvidos, ouça.
10 E chegando-se a ele os discípulos, perguntaram-lhe: Por que lhes falas por parábolas?
11 Respondeu-lhes Jesus: Porque a vós é dado conhecer os mistérios do reino dos céus, mas a eles não lhes é dado;
12 pois ao que tem, dar-se-lhe-á, e terá em abundância; mas ao que não tem, até aquilo que tem lhe será tirado.
13 Por isso lhes falo por parábolas; porque eles, vendo, não vêem; e ouvindo, não ouvem nem entendem.
14 E neles se cumpre a profecia de Isaías, que diz: Ouvindo, ouvireis, e de maneira alguma entendereis; e, vendo, vereis, e de maneira alguma percebereis.
15 Porque o coração deste povo se endureceu, e com os ouvidos ouviram tardamente, e fecharam os olhos, para que não vejam com os olhos, nem ouçam com os ouvidos, nem entendam com o coração, nem se convertam, e eu os cure.
16 Mas bem-aventurados os vossos olhos, porque vêem, e os vossos ouvidos, porque ouvem.
17 Pois, em verdade vos digo que muitos profetas e justos desejaram ver o que vedes, e não o viram; e ouvir o que ouvis, e não o ouviram.
18 Ouvi, pois, vós a parábola do semeador.
19 A todo o que ouve a palavra do reino e não a entende, vem o Maligno e arrebata o que lhe foi semeado no coração; este é o que foi semeado à beira do caminho.
20 E o que foi semeado nos lugares pedregosos, este é o que ouve a palavra, e logo a recebe com alegria;
21 mas não tem raiz em si mesmo, antes é de pouca duração; e sobrevindo a angústia e a perseguição por causa da palavra, logo se escandaliza.
22 E o que foi semeado entre os espinhos, este é o que ouve a palavra; mas os cuidados deste mundo e a sedução das riquezas sufocam a palavra, e ela fica infrutífera.
23 Mas o que foi semeado em boa terra, este é o que ouve a palavra, e a entende; e dá fruto, e um produz cem, outro sessenta, e outro trinta.

sábado, 9 de abril de 2011

A PARÁBOLA DO FILHO PRÓDIGO

Lucas 15:11-32

11- Certo homem tinha dois filhos ;
12- o mais moço deles disse ao pai : Pai, dá-me  a parte dos bens que me cabe . E ele repartiu os haveres. 
13- Passados não muitos dias, o filho mais moço, ajuntando tudo o que era seu , partiu para uma terra distante e lá dissipou todos os seus bens, vivendo dissolutamente.      
14-Depois de ter consumido tudo, sobreveio àquele país uma grande fome, e ele começou a passar necessidade . 
15- Então , ele foi e se agregou a um dos cidadãos daquela terra ., e este o mandou para os seus campos a guardar porcos.
16-Ali, desejava ele fartar-se das alfarrobas que os porcos comiam ; mas ninguém  lhe dava nada .
17- Então, caindo em si, disse : Quantos trabalhadores de meu pai têm  pão com fartura, e eu aqui morro de fome !
18- Levantar-me-ei , e irei ter com o meu pai, e lhe direi : Pai, pequei contra o céu e diante de ti ;
19- já não sou digno de ser chamado teu filho ; trata-me como um dos teus trabalhadores ;
20- E, levantando-se , foi para seu pai. Vinha ele ainda longe, quando seu pai o avistou, e, compadecido dele, correndo, o abraçou, e beijou .
21-E o filho lhe disse : Pai, pequei contra o céu e diante de ti ; já não sou digno de ser chamado teu filho.-
22- O pai, porém, disse aos seus servos :
Trazei depressa a melhor roupa, vesti-o, ponde-lhe um anel no dedo e sandálias nos pés;
23- trazei também e matai o novilho cevado. Comamos e regozijemos-nos ;
24-porque este meu filho estava morto e reviveu, estava perdido e foi achado. E começaram a regozijar-se
25-Ora, o filho mais velho estivera no campo; e, quando voltava, ao aproximar-se da casa, ouviu a música e as danças.
26- Chamou um dos criados e perguntou-lhe que era aquilo .
27- E ele informou : veio teu irmão, e teu pai mandou matar o novilho cevado, porque o recuperou com saúde .
28- Ele se indignou e não queria entrar, saindo, porém, o pai procurava conciliá-lo.
29-Mas ele respondeu a seu pai. Há tantos anos  que te sirvo sem jamais  transgredir uma ordem tua, e nunca me deste um cabrito sequer para alegrar-me com os meus amigos ;
30-vindo, porém, esse teu filho, que desperdiçou os teus bens com meretrizes , tu mandaste matar para ele o novilho cevado
31-Então, lhe respondeu o pai : Meu filho, tu sempre estás comigo ; tudo o que é meu é teu.
32-Entretanto, era preciso que nos regozijássemos e nos alegrássemos, porque esse  teu irmão estava morto e reviveu, estava perdido e foi achado .  

sábado, 2 de abril de 2011

Biblia Sagrada em Versão Digital

 A Bíblia Sagrada Versão Digital6.0


Poliana, Donizete e Cida

O que é louvar a Deus?

O livro de salmos nos apresenta diversas formas de como louvar ao Senhor. Mas, antes de comentar alguma dessas formas, faço-lhe a seguinte pergunta: O que é LOUVAR a Deus?

Talvez, você diga: por que costumam sempre fazer esse tipo de pergunta? Se olharmos o Dicionário, veremos a seguinte menção da palavra Louvar. Louvar é: EXALTAR, ELOGIAR, GLORIFICAR ou GLORIFICAÇÃO. Então, podemos definir com maior clareza, o que é realmente louvar a Deus. Louvar a Deus, não é cantar, não é dançar, é simplesmente exaltar – TORNÁ-LO ALTO, SUBLIME, GRANDIOSO; Elogiar – APROVÁ-LO, ADMIRÁ-LO; e por fim, glorificá-lo – HONRÁ-LO e HOMENAGIÁ-LO. Viu qual o verdadeiro conceito de LOUVAR? Espero que você tenha guardado em seu coração esse conceito.

No livro do profeta Habacuque, por exemplo, podemos ver esse conceito sendo usado por ele quando diz: Porque ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; ainda que decepcione o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja gado; Todavia eu me alegrarei no SENHOR; exultarei no Deus da minha salvação. O SENHOR Deus é a minha força , e fará os meus pés como os das cervas, e me fará andar sobre as minhas alturas ( Hb 3:17-19 ). Glória a Deus por isso!!! Precisamos tomar a vida deste profeta como exemplo. Habacuque, em sua oração ao Senhor, lhe dirige palavras de admiração, de reconhecimento pela sua grandeza e poderio. Ainda que faltasse tudo em sua vida ou que tivesse que passar por isso, ele não desfaleceria, continuaria a exaltá-lo, elogiá-lo e a glorificá-lo. No Salmo 33:3, o salmista nos mostra algumas formas de louvar a Deus. Vejamos algumas: Cantai-lhe um cântico novo; tocai bem e com arte. O Salmista nos mostra, neste versículo, duas formas de louvar a Deus. 1º entoando um cântico novo - testemunhando, em forma de canto, aquilo que Deus tem feito por nós; 2º aperfeiçoando-se - não era à toa que Davi tinha um grande número de músicos profissionais trabalhando no louvor em tempo integral. Certamente, o coral do templo era o melhor da sua época, e assim também os instrumentistas o deveriam ser.

Devemos, então, dar o melhor de nós para Deus. Outra forma que encontramos na Bíblia é a dança. A dança é uma arte, pela qual, expressa o seu sentimento acompanhadas ao som e compasso da música. Davi pôde expressar o que estava sentindo quando dançou na presença do Senhor, registrado em II Samuel 6:14, quando diz: E Davi saltava com todas as suas forças diante do Senhor; e estava o mesmo cingido dum efode de linho ( estola Sacerdotal ). Que maravilha, irmãos!!! O homem segundo o coração de Deus dançando. Há algum pecado nisto? Não.

Ele estava apenas, comemorando a sua vitória, saltando na presença do Senhor, cantando, dançando, expressando seu sentimento através dessas formas mencionadas. Que você também siga este exemplo. Não deixe de exaltá-lo. Não deixe de elogiá-lo. Não deixe de glorificá-lo. Por que dEle é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém ( Mateus 6:13c ).

Felipe e Barbara

Minha esposa

Eu e minha esposa

Outra vez

Ensaiando

Minha filha Talita (de boné rosa) e o grupo de dança

Eu e meu filho mais novo, o João Francisco

segunda-feira, 28 de março de 2011

As 7 Trometas - A Revelação do Apocalipse

http://rapidshare.com/files/454864949/As_7_Trombetas.ppt

Entre em contato com a equipe Unção Plena

Deixe seu recado, pedidos de oração, comentários.

e-mails:

welson-moreno@bol.com.br

100 referências bíblicas para a família

Casamento
Gênesis 1:26-28
Gênesis 2:24-25
Gênesis 9:7
Josué 24:15
Provérbios 18:22
I Coríntios 13:4-7
II Coríntios 6:14
Gálatas 3:26-28
Efésios 4:25-32
Filipenses 2:3-4
Colossenses 3:14-17
I Tessalonicenses 5:15
 
Papel da Mulher
Gênesis 2:18-23
Gênesis 3:16
Provérbios 12:4
Provérbios 14:1
Provérbios 19:13-14
Provérbios 21:9
Provérbios 27:15-16
Provérbios 31:10-31
I Coríntios 11:3
Efésios 5:22-24
Colossenses 3:18
I Timóteo 3:11
Tito 2:3-5
I Pedro 3:1-6
 
Ensinar as Crianças
Deuteronômio 6:1-9
Deuteronômio 11:18-21
Josué 1:8
Salmos 34:8-11
Salmos 78:1-4
Salmos 78:1-4
Provérbios 22:6
Isaias 38:19
Mateus 19:14
II Timóteo 1:5, 3:14-15
 
Honrar os Pais
Êxodo 20:12
Levítico 19:3a, 32
Deuteronômio 5:16
Efésios 6:2-3
 
Disciplina
Provérbios 13:24
Provérbios 22:15
Provérbios 23:13-14
Provérbios 19-18
Provérbios 29:15, 17
 
Relações Sexuais
Deuteronômio 24:5
Provérbios 5:15-19
I Coríntios 7:1-6
Hebreus 13:4
 
Papel do Homem
Gênesis 18:19
Efésios 5:25-33
Efésios 6:4
Colossenses 3:19
Colossenses 3:21
I Timóteo 3:2
I Timóteo 3:4, 12
I Timóteo 5:8
I Pedro 3:7
 
A Benção dos Filhos
Salmos 127:3-5
Salmos 128:1-4
Provérbios 10:1
Provérbios 17:6
 
Conselho para as Crianças
Provérbios 1:8-9
Provérbios 3:1-12
Provérbios 6:20-24
Provérbios 13:1
Provérbios 15:20
Provérbios 17:25
Provérbios 19:26
Provérbios 23:22-23
Provérbios 23:24-25
Provérbios 28:7
Salmos 119:9
Efésios 6:1-3
Colossenses 3:20
II Timóteo 2:22
 
Exemplos de Pais
(positivo e negativo)
I Samuel 1-4
Lucas 11:11-13
Lucas 15:11-32
Hebreus 12:6-14
I Tessalonicenses 2:10-11
 
Solteiros
I Coríntios 7:8-9, 24-35
I Timóteo 5:14-15
 
Ofensas Sexuais
Êxodo 20:14
Levítico 18:6-18
Levítico 18:22-23
Deuteronômio 5:18
Romanos 1:24-32
Romanos 13:4
I Coríntios 6:14-20
Tiago 1:14-16
 
Divórcio
Malaquias 2:14-16
Deuteronômio 24:1-4
Mateus 5:31-32
Mateus 19:3-9
Marcos 10:2-12
Lucas 16:18
Romanos 7:1-3
I Coríntios 7:10-16
I Coríntios 7:39-40

segunda-feira, 21 de março de 2011

O Bom Pastor Não Desiste

Se um homem tiver cem ovelhas, e uma se desviar e se perder, que fará ele? Não deixará as outras noventa e nove, e sairá pelos montes em busca da perdida? S. Mat. 18:12
Louis Pasteur, o famoso microbiologista francês que descobriu que a maioria das doenças é causada por germes, dedicou-se à busca do conhecimento. Cria, entretanto, na existência de valores espirituais que transcendem a ciência.

Em 1849, Pasteur casou-se com Marie Laurent, uma de suas assistentes de laboratório. Tiveram cinco filhos. Três morreram na infância. Dezenove anos mais tarde, ele sofreu uma lesão vascular cerebral por excesso de trabalho e ficou parcialmente paralisado.

Quando estourou a guerra franco-prussiana em 1870, o único filho de Pasteur, Jean Batiste, foi convocado para servir seu país e envolveu-se na catastrófica derrota do exército francês em Metz. Depois de semanas sem receber notícias do rapaz, Pasteur deixou seu agora famoso laboratório em Paris e foi procurá-lo. A despeito de sua paralisia parcial, Pasteur seguiu mancando na direção norte à procura do filho. As estradas estavam congestionadas com soldados derrotados e errantes. A jornada foi árdua, mas depois de muitas perguntas Pasteur localizou a unidade de seu filho. Um oficial contou-lhe então a desanimadora notícia: de um grupamento original de 1.200 homens, menos de 300 haviam sobrevivido.

Mas Pasteur não desistiu. Continuou avançando por estradas cheias de cavalos mortos e homens sofrendo de frio enregelante e gangrena. Chegou finalmente ao local onde um soldado estava enrolado até os olhos num sobretudo pesado; mal podia ser reconhecido em seu estado de definhamento. Era Jean Batiste! Pai e filho, comovidos demais para falar, abraçaram-se em silêncio.

Na guerra entre as forças do bem e do mal, muito filho, muita filha já sofreu derrotas catastróficas nas mãos do inimigo das almas. E muitos, como o filho de Pasteur, mal podem ser reconhecidos por causa dos estragos do pecado. Alguns cristãos professos, até mesmo pais, talvez creiam que esses filhos errantes se encontrem além da esperança. Mas mesmo que eles se esqueçam (ver Isa. 49:15), o Bom Pastor e os pais fiéis nunca se esquecerão, mesmo que por vezes tenham de administrar um amor severo.

Renascer Preise 16 - Sobre as Águas

video

sábado, 19 de março de 2011

O Casamento - O Pacto Matrimonial

A família é o núcleo básico da sociedade. É no casamento que se origina e se fundamenta a família.
"Por isso deixará o homem a seu pai e a sua mãe, [e unir-se-á à sua mulher,]
e serão os dois uma só carne; assim já não são mais dois, mas uma só carne.
Porquanto o que Deus ajuntou, não o separe o homem."
( Marcos 10:7-9)
Considerações elementares que surgem dessa lei:
  • O casamento é monogâmico, surge da união entre um homem e uma mulher. E os dois se tornam um.
  • O casamento é uma união total; os cônjuges se tornam uma só carne. Isto inclui todos os aspectos da vida do homem e da mulher: unidade física, sexual, econômica, afetiva, espiritual, etc.
  1. O CASAMENTO FOI INSTITUÍDO POR DEUS
  • Não foi instituído por uma lei humana, nem idealizado por alguma civilização. O matrimônio antecede a toda cultura, tradição, povo ou nação; é uma instituição divina. Portanto, é Deus quem determina as leis e princípios que o regem.
  • O casamento não é uma sociedade entre duas partes, onde cada parte impõe suas condições. Por ser uma instituição divina, é Deus quem estabelece as condições. Nunca o homem. Nem a mulher. Nem os dois de comum acordo. Nem as leis de uma nação podem determinar essas condições.
  • Todo aquele que se casa deve aceitar as condições estabelecidas por Deus para o matrimônio.
  • Como Deus é amor e infinitamente sábio, as leis e condições que estabeleceu para o casamento são para o nosso bem e de toda a humanidade.
    II.            UMA INSTITUIÇÃO CRIADA ANTES DA QUEDA
O casamento é um dos três elementos da vida humana estabelecida por Deus na criação, antes da queda:
Casamento- Gênesis 2:18
Trabalho - Gênesis 2:15
Descanso - Gênesis 2:1-3
Portanto, antes do problema da queda, Deus já havia estabelecido os padrões e condutas para essa tão importante relação. Assim como o trabalho e o descanso são para toda a humanidade, quer sejam cristãos ou não, os princípios do casamento são, também, para toda a humanidade.
É importante esclarecer isso pois alguns, de maneira descuidada, dizem que, como se casaram sem estar no Senhor, sua união não foi feita por Deus, portanto podem se separar , pois não foi Deus que uniu. Se pensarmos dessa forma estaremos dizendo que todos os casais que não estão no Senhor, podem trair um ao outro livremente pois não existe de fato um casamento; também estaremos dizendo que nossos pais que não conhecem o Senhor, ou que se casaram sem conhecer o Senhor, em verdade não eram casados.
Por isso é importante sabermos que existem três elementos que determinam um casamento que "Deus uniu", elementos esses que regem todos os homens. Assim como a lei da gravidade afeta a todos, por ser uma lei universal, o casamento é composto de leis universais que também afetam a todos.
  1. TRÊS ELEMENTOS DETERMINANTES DO CASAMENTO
  • Pácto mútuo
  • Testemunho diante da sociedade
  • União sexual
  1. Pacto mútuo
O casamento é um pacto celebrado entre um homem e uma mulher diante de Deus.
"E perguntais: Por quê? Porque o Senhor foi testemunha da sua aliança entre ti e a tua mulher, com a qual foste desleal sendo ela tua companheira e mulher da tua aliança"
(Malaquias 2:14)
O pacto é uma ALIANÇA. São duas vontades que se comprometem formal e solenemente a ser marido e mulher. Esse pacto é firmado, basicamente, pela palavra ao fazer os votos matrimoniais.
  1. Testemunho diante da sociedade
"Deixará o homem o seu pai e sua mãe..." Como o casamento é um estado civil, o pacto deve ser celebrado diante da sociedade. Parentes, amigos e conhecidos tem de ser informados que esse homem se casara com essa mulher em determinada data e que a partir dali os dois estarão unidos no honroso estado de casados. O propósito dos convites é justamente fazer público e notório o casamento. O pacto matrimonial não pode ser feito em segredo. Gênesis 29:22; Rute 4:9-11; Números 30.
  1. A união sexual
"E serão uma só carne". O que sela e dá legitimidade é a união sexual dos que fazem o pacto.
O pacto diante da sociedade tem de ser anterior a união física. Primeiro "deixará o homem o pai e a mãe", e depois "se unirá a sua mulher." As relações sexuais antes do casamento, são fornicação, e são um pecado diante de Deus.
                                                                                     IV.            O CASAMENTO É UM VÍNCULO SAGRADO E INDISSOLÚVEL
  1. O vínculo matrimonial
"E o Senhor fez cair pesado sono sobre o homem, e este adormeceu: tomou uma de suas costelas, e fechou o lugar com a carne. E a costela que o senhor Deus tomara ao homem, transformou-a numa mulher, e lha trouxe. E disse o homem: Esta é afinal osso dos meus ossos e carne da minha carne; chamar-se-á varoa, porquanto do varão foi tomada. Por isso deixará o homem pai e mãe, e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne."
(Gênesis 2:21-24)
"De modo que já não são mais dois, porém uma só carne. Porquanto, o que Deus ajuntou não separe o homem"
(Mateus 19:6)
"A mulher está ligada enquanto vive o marido; contudo, se falecer o marido, fica livre para casar com quem quiser, mas somente no Senhor."
(I Coríntios 7:39)
Estas passagens mostram com clareza:
  • Que o vínculo da unidade matrimonial é fortíssimo. Homem e mulher passam a ser uma só carne.
  • Que é um vínculo realizado por Deus mesmo. "O que Deus uniu." Por isso é considerado sagrado.
  • Que é um vínculo indissolúvel enquanto os dois cônjuges estiverem vivos. Só a morte de um dos dois pode desfazê-lo.
  • Que nenhum homem ou lei humana está habilitado para desfazer o vínculo matrimonial: "Não separe o homem.". Qualquer pessoa que o faça deve saber que está se rebelando diretamente contra a vontade de Deus.
  1. Separação, divórcio e novo casamento
  1. Separação
"Ora, aos casados, ordeno, não eu mas o Senhor, que a mulher não se separe do marido (se porém ela vier separar-se, que não se case, ou se reconcilie com seu marido); e que o marido não se aparte de sua mulher."
(I Coríntios 7:10,11)
Deus diz claramente NÃO à separação. Se, for o caso, de o cônjuge incrédulo se separar (I Coríntios 7:12-15), a opção é ficar só ou se reconciliar, nunca contrair outro matrimônio.
  1. Divórcio

"Todavia perguntais: Por que? Porque o Senhor tem sido testemunha entre ti e a mulher da tua mocidade, para com a qual procedeste deslealmente sendo ela a tua companheira e a mulher da tua aliança.
E não fez ele somente um, ainda que lhe sobejava espírito? E por que somente um? Não é que buscava descendência piedosa? Portanto guardai-vos em vosso espírito, e que ninguém seja infiel para com a mulher da sua mocidade.
Pois eu detesto o divórcio, diz o Senhor Deus de Israel, e aquele que cobre de violência o seu vestido; portanto cuidai de vós mesmos, diz o Senhor dos exércitos; e não sejais infiéis."
(Malaquias 2:14-16)
Deus nos exige lealdade a nosso pacto matrimonial, pois Ele não se agrada do divórcio.
  1. Novo casamento
"Ao que lhes respondeu: Qualquer que repudiar sua mulher e casar com outra comete adultério contra ela;
e se ela repudiar seu marido e casar com outro, comete adultério."
(Marcos 10:11-12)
Quando alguém se divorcia e se casa novamente, Deus não considera este novo estado como casamento, mas como adultério.
"Todo aquele que repudia sua mulher e casa com outra, comete adultério; e quem casa com a que foi repudiada pelo marido, também comete adultério." (Lucas 16:18)

Se um homem solteiro casa com uma mulher divorciada, também adultera e vice-versa.
"Ou ignorais, irmãos (pois falo aos que conhecem a lei), que a lei tem domínio sobre o homem por todo o tempo que ele vive?
Porque a mulher casada está ligada pela lei a seu marido enquanto ele viver; mas, se ele morrer, ela está livre da lei do marido.
De sorte que, enquanto viver o marido, será chamado adúltera, se for de outro homem; mas, se ele morrer, ela está livre da lei, e assim não será adúltera se for de outro marido."
(Romanos 7:1-3)
  1. A suposta exceção
"Aproximaram-se dele alguns fariseus que o experimentavam, dizendo: É lícito ao homem repudiar sua mulher por qualquer motivo?
Respondeu-lhe Jesus: Não tendes lido que o Criador os fez desde o princípio homem e mulher, e que ordenou: Por isso deixará o homem pai e mãe, e unir-se-á a sua mulher; e serão os dois uma só carne?
Assim já não são mais dois, mas um só carne. Portanto o que Deus ajuntou, não o separe o homem. Responderam-lhe: Então por que mandou Moisés dar-lhe carta de divórcio e repudiá-la? Disse-lhes ele: Pela dureza de vossos corações Moisés vos permitiu repudiar vossas mulheres; mas não foi assim desde o princípio. Eu vos digo porém, que qualquer que repudiar sua mulher, a não ser por (original é me épi [mh epi] que quer dizer pondo de lado ou sem levar em conta) causa de infidelidade (a palavra no original grego aqui é pornéia [porneia] que quer dizer fornicação, ou seja relação sexual ilícita antes do casamento) e casar com outra, comete adultério (a palavra no original é moichéia [moicatai] que quer dizer relação sexual ilícita com alguém casado(a) ); [e o que casar com a repudiada também comete adultério.]
Disseram-lhe os discípulos: Se tal é a condição do homem relativamente à mulher, não convém casar. Ele, porém, lhes disse: Nem todos podem aceitar esta palavra, mas somente aqueles a quem é dado.
Porque há eunucos que nasceram assim; e há eunucos que pelos homens foram feitos tais; e outros há que a si mesmos se fizeram eunucos por causa do reino dos céus. Quem pode aceitar isso, aceite.
(Mateus 19:3-12)
Veja que interpretando de maneira literal Jesus não admite exceção para recasamento. A única "exceção" é por causa de fornicação, ou seja relações sexuais ilícitas. A palavra pornéia é intencionalmente mal traduzida na maioria das Bíblias protestantes, pois traduzem como adúltério ou infidelidade. Vamos ver porque isso.
Até à reforma a Igreja sempre creu nas verdades bíblicas acerca do casamento. Porém depois da reforma houve uma tendência universal entre os protestantes de proclamar e viver um evangelho "anti-católico", ou seja, tudo que os católicos criam, ainda que fosse verdade, era motivo de ser refutado pelos primeiros reformadores.
Quando Lutero finalmente se desvinculou da Igreja Católica por causa de suas múltiplas heresias, ele se uniu a um humanista chamado Erasmo de Roterdam, que influenciou tremendamente a vida e obra de Lutero, principalmente no tocante ao divórcio e ao recasamento. O interessante é que Erasmo foi considerado como herege pelos seus contemporâneos, principalmente por causa de sua visão extremamente humanista da Bíblia. Porém seu ensino acerca do divórcio e recasamento prevalece nas denominações evangélicas, justamente porque é frontalmente diferente do ensino da Igreja Católica sobre o assunto.
Esse é o motivo de, nas nossas Bíblias protestantes, a palavra estar traduzida de uma maneira totalmente errada, pois de outro modo traria um tremendo problema termos que concordar que o ensino católico, nesse ponto, está correto.
Nessa pergunta dos fariseus para Jesus temos que ver todo o contexto da situação.
Haviam duas escolas rabínicas de pensamento sobre assunto, e as duas discutiam exatamente o texto que os fariseus apresentaram a Jesus:
"Quando um homem tomar uma mulher e se casar com ela, se ela não achar graça aos seus olhos, por haver ele encontrado nela coisa vergonhosa, far-lhe-á uma carta de divórcio e lha dará na mão, e a despedirá de sua casa.
Se ela, pois, saindo da casa dele, for e se casar com outro homem,
e este também a desprezar e, fazendo-lhe carta de divórcio, lha der na mão, e a despedir de sua casa; ou se este último homem, que a tomou para si por mulher, vier a morrer;
então seu primeiro marido que a despedira, não poderá tornar a tomá-la por mulher, depois que foi contaminada; pois isso é abominação perante o Senhor. Não farás pecar a terra que o Senhor teu Deus te dá por herança."
(Deuteronômio 24:1-4)
  • A escola de Hillel : Hillel interpretava coisa vergonhosa como qualquer coisa que o homem visse na mulher que não o agradasse, como por exemplo, se ela estivesse ficando feia, ou cozinhasse mal, etc. Para Hillel e seus seguidores, qualquer motivo trivialidade era motivo para uma carta de divórcio.
  • A escola de Sammai: Sammai admitia o divórcio e o recasamento somente em caso de adúltério, da mesma forma que a maioria dos evangélicos crêem.
Veja que o objetivo dos fariseus era que Jesus se posicionasse a favor de uma dessas escolas de pensamento para dividir o povo contra ele.
Mas qual foi a surpresa quando o nosso amado Salvador e Senhor mostrou uma terceira opção mais sublime do que a religiosidade dos fariseus, a ponto dos discípulos ficarem tão assustados que responderam : "Se tal é a posição do homem relativamente à mulher, não convém casar!" Eles compreenderam que o compromisso era para a vida toda e que só a morte poderia anular tal compromisso. Também compreenderam que Jesus não estava aprovando nenhuma das duas alternativas dos fariseus, porém estava mostrando outra alternativa que expressava mais perfeitamente a suprema vontade de Deus.
Jesus mostrou que "coisa vergonhosa" se referia a, quando um homem, ao se casar com uma mulher, descobre que houve fornicação (pornéia) e que portanto ela não é virgem. Dessa forma, ele pode pedir a anulação do seu casamento desde que ele também seja virgem e que faça essa anulação imediatamente, caso essa situação não o agrade. Somente nesse caso é permitido o divórcio com a possibilidade de um novo casamento.
O fato de as leis do país permitirem o divórcio e o novo casamento, não modifica em nada a situação dos cristãos, pois nós estamos debaixo do GOVERNO DE DEUS, e Suas leis permanecem para sempre.
  1. Compromissos contraídos antes da conversão
Qual deve ser a atitude do cristão diante dos compromissos contraídos antes da conversão?
Alguns que se "convertem" pensam que, por Deus haver perdoado os seus pecados, podem então esquecer todas as dívidas que tinha no passado. Assim o criminoso se "converte" e não responde diante da lei pelos seus atos perversos. Há pouco tempo nos telejornais foi noticiado que uma moça fora violentada e assassinada por um rapaz. Por sua vez o pai da moça, que era policial, começou uma caçada obstinada atrás do rapaz com o intuito de prendê-lo. Alguns meses depois, recebendo informações de anônimos e simpatizantes da causa, descobriu que ele estava freqüentando de maneira ativa uma denominação evangélica. Qual foi sua surpresa ao ver o rapaz cantando e "louvando" com toda alegria bem na porta do salão da congregação! Pego de surpresa, o "irmão" tentou fugir, porém não conseguiu sendo finalmente preso. Quantos "testemunhos" esse homem deve ter dado sobre sua vida pregressa! Quantos aleluias ele deve ter ouvido com a proclamação de sua belíssima "transformação"! Agora pense na angústia da família que não via o caso solucionado. Como seria de tremendo impacto para esses familiares se o rapaz tivesse feito o que Zaqueu fez quando se converteu:
"Tendo Jesus entrado em Jericó, ia atravessando a cidade.
Havia ali um homem chamado Zaqueu, o qual era chefe de publicanos e era rico.
Este procurava ver quem era Jesus, e não podia, por causa da multidão, porque era de pequena estatura.
E correndo adiante, subiu a um sicômoro a fim de vê-lo, porque havia de passar por ali.
Quando Jesus chegou àquele lugar, olhou para cima e disse-lhe: Zaqueu, desce depressa; porque importa que eu fique hoje em tua casa.
Desceu, pois, a toda a pressa, e o recebeu com alegria.
Ao verem isso, todos murmuravam, dizendo: Entrou para ser hóspede de um homem pecador.
Zaqueu, porém, levantando-se, disse ao Senhor: Eis aqui, Senhor, dou aos pobres metade dos meus bens; e se em alguma coisa tenho defraudado alguém, eu lho restituo quadruplicado.
Disse-lhe Jesus: Hoje veio a salvação a esta casa, porquanto também este é filho de Abraão.
Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido."
(Lucas 19:1-10)
Temos que saber claramente que a fé cristã nos leva a reconhecer o valor ético e moral de tudo o que é legítimo, de todo pacto, de todo voto. Se você tem dívidas que ainda não acertou, é seu dever procurar seu credor e ver como será possível resolver essa situação pendente, e não pensar que o perdão de Deus te libera desses compromissos.
Em que implica a conversão a Cristo? O que significa o arrependimento? João Batista reivindicava frutos dignos de arrependimento, evidências claras de mudança de coração e uma firme decisão de abandonar a vã maneira de viver. Provérbios 28:13 expressa este conceito em termos concisos:
"O que encobre as suas transgressões nunca prosperará; mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia."
A conversão não é conversão se a pessoa não abandona definitivamente o seu caminho pecaminoso. Se uma pessoa está vivendo em adultério quando chega a Cristo, obviamente não pode pretender entrar no reino de Deus com seu pecado. De outro modo o que significaria a salvação?
CONCLUSÕES FINAIS
Alguns podem pensar: "Se isto for assim, não vamos complicar a vida de muita gente?" Ao contrário! Vamos simplificá-la, porque já estão metidos em complicações. O que queremos fazer é ensiná-los o que devem fazer para sair delas. Essa é a verdade de Deus, o Evangelho de Cristo Jesus. Cristo rompe as cadeias, Cristo perdoa, porém o que não se admite é que uma pessoa siga em uma conduta imoral.

Fonte: http://www.oapocalipse.com/